Broncopneumonia: O que é

admin 18 de novembro de 2011 10

A principal característica da broncopneumonia é a consolidação focal do pulmão. Essa infecção do parênquima geralmente representa uma extensão de bronquite ou bronquiolite preexistente. É uma doença extremamente comum que tende a atingir os dois extremos da vida mais vulneráveis: a infância e a velhice. Na infância há poucos contatos com microorganismos patogênicos, e na velhice o sistema imunológico é baixo. A bronco pneumonia é uma reação inflamatória purulenta, inespecífica, um tecido alveolar frouxo, que oferece pouca resistência ao acúmulo de grande quantidade de exsudato, proporcionando assim vias livres de disseminação do pulmão.

Confira Também: Amaury Júnior: Internado com Broncopneumonia

Os agente bacterianos responsáveis mais freqüentes são:

- pneumococos;
- estreptococos;
- estafilococos;
- bacilo de Friedlaender.

Todavia, e não raramente, encontram-se broncopneumonias de origem vírica e outras, provocadas por penetração de material estranho na árvore brônquio.

Esta afecção atinge maioritariamente as crianças, os idosos e os indivíduos particularmente enfraquecidos. Pode ser primitiva ou representar complicações de doenças infecciosas (sarampo, febre tiróide, difteria, por exemplo).

As lesões pulmonares instauram-se com focos múltiplos isolados, às vezes confluentes e em geral bilaterais, que não evoluem todos ao mesmo tempo, encontrando-se, por isso, vários estados evolutivos em simultâneo.

Sintomas da Broncopneumonia

A sintomatologia clínica da broncopneumonia tem início com febre mais ou menos alta (nos idosos pode estar ausente), dispneia e cianose intensas, dores torácicas, com expectoração mucopurulenta. Cedo surge astenia grave e comprometimento do estado geral.

Diagnóstico

O exame radiológico do tórax mostra, no indício da doença, sombras esfumadas difusas e, mais tarde, opacidades nodulares, em regra bilaterais e mais frequentes nas bases pulmonares.

A doença, pela sua gravidade, pode dar origem a várias complicações como, por exemplo, atelectasia e gangrena pulmonar e pleurite. O prognóstico da broncopneumonia é sempre reservado, podendo aparecer o grave quadro de insuficiência cardíaca.

Tratamento

O tratamento é feito através da ministração maciça de antibióticos, sedativos e calmantes de tosse, analépticos, para manter as condições cardio-circulatórias, oxigênio e dieta líquida para combater a freqüente desidratação.
fonte: Nova Enciclopédia Médica Publicit

Leia Também: Noteaqui e Dicatual

Saiba mais em DIFERENÇA ENTRE PNEUMONIA E BRONCOPNEUMONIA



PéssimoRuimBomRazoávelMuito Bom (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...


10 Comments »

  1. Aide 20 de outubro de 2012 at 12:29 - Reply

    Obrigada pela informação. Gostaria de saber ainda mais sobre as restrições durante a fase de convalescença. Por exemplo, é possível lavar a cabeça ou é causa para piorar??

  2. duuuu 14 de dezembro de 2012 at 15:33 - Reply

    quando era pequena tive broncopneumia , e hoje tenho 18 anos e quando estamos no inverno a minha tosse vem com escarra e doi-me o torax e tusso parece que vai me sair tudo , como se costuma dizer tosse de cão

  3. ana lucia 27 de dezembro de 2012 at 9:30 - Reply

    Informo q. a 15dias faleceu o meu marido c/ broncopneumonia e pressão arterial sistêmica.

    Eu jamais poderia imaginar que perderia uma pessoa nesta condição, já q. esse tipo de doença tem cura, porém ela deu um pequeno sinal e ele foi disprezado por nós, o resultado óbito.
    Cuidem muito bem da gripe, da pressão arterial, essas são minhas recomendações.

    Ana

  4. leticia souza 3 de fevereiro de 2013 at 11:04 - Reply

    fui diagnosticada com broncopneumonia ontem…… isso é horrivel ,as dores nas costas , a falta de ar é muito angustiante ….. porem ler essas informações me deixaram mais aliviadas pois sei que eu estou no caminho certo….

  5. Liliane 26 de fevereiro de 2013 at 12:16 - Reply

    Hoje fazem 2 dias que saí do hospital, fiquei uma semana internada com broncopneumonia. Estou inchada e tenho que ficar tomando analgésico para as dores de cabeça que são constantes. Estou medicada com antibiótico, inalação e remédio para estomago…sinto ainda uma leve dor nas costas…será que seria o caso de retornar ao hospital?

  6. wallas silva 17 de maio de 2013 at 18:10 - Reply

    o meu avo moreu e os resutado dos exames confirmo essa doenca

  7. BERENICE 9 de junho de 2014 at 10:07 - Reply

    Bom dia. A uma semana achei que estava gripada e comecei a tomar remédios para gripe que nada adiantaram, percebi que piorava, ai ontem resolvi ir ao hospital e foi contatado que estava com broncopneumonia.Gostaria de saber o que é exatamente esta doença, o que acontece com nosso pulmão e qual o melhor tratamento.É necessário repuso? Grata

  8. carlos 10 de julho de 2014 at 6:40 - Reply

    No excesso de tosse podemos chegar a ter desmaio?

  9. Luis 12 de julho de 2014 at 19:41 - Reply

    quandos dia tem que ter de rebouso para ficar bom da broncopneumonia

  10. Maria das Graças Freitas 1 de setembro de 2014 at 22:40 - Reply

    Fazem 4 dias que estou com uma tosse muito forte tendo que fazer um esforço enorme me doendo muito as costas.Tive febre 2 dias de 37 e 37 e meio.Muita prostração.Será que preciso procurar um médico?Tem perigo de ser pneumonia?Aguardo resposta.agradecida.Graça.

Leave A Response »

More in Saúde (89 of 91 articles)